bortolotto-image
Escrito por helder no Abril 18, 2018 em Blog

Algo muito importante no mundo dos negócios é uma gestão eficiente do seu fluxo de caixa. Esse instrumento é utilizado pelas empresas com o intuito de controlar melhor o desempenho financeiro, o que permite obter uma melhor noção de entrada e saída de capital.

Os gestores conseguem uma melhor performance quando controlam o seu fluxo de caixa, fazendo com que as tomadas de decisões sejam certeiras, a fim de conseguir equilíbrio da empresa a médio e longo prazo.

Pensando nisso, preparamos este post para que você veja 5 dicas para fazer um fluxo de caixa sem erros. Confira agora!

1. Planeje e gerencie o estoque
Muitas vezes, o estoque das empresas é um capital que não rende juros e não gera renda, ou seja, é um capital estático. Os custos do estoque também podem fazer com que você não consiga aproveitar outras oportunidades que sejam mais lucrativas para o empreendimento.

Assim, algumas perguntas como “qual é o valor do meu estoque hoje?” E “qual é o limite máximo e mínimo do estoque?” permitem o entendimento do nível de controle sobre ele e quais possíveis decisões tomar para não obter prejuízos.

O controle do seu estoque auxilia em mostrar quanto e quando comprar para suprir suas necessidades de mercadorias. Dessa forma, ao realizar o controle, você sabe exatamente como acrescentar investimentos e gastos relativos ao estoque no seu fluxo de caixa.

2. Atualize o seu fluxo de caixa constantemente
Como as finanças de sua empresa vão sempre estar em circulação, é preciso alimentar o fluxo de caixa, registrando cada movimentação de entrada e saída de dinheiro.

Por isso, quando você tiver um gasto com algum material da empresa — de qualquer valor —, coloque-o na lista, especificando exatamente a categoria da empresa em que houve o investimento. Enfim, tudo precisa ser contabilizado para que o gestor tenha o conhecimento real dos gastos ou ganhos do negócio.

3. Planeje a longo prazo
O gestor que acompanha de perto o seu fluxo de caixa saberá não apenas a situação atual da empresa, como também o que está por vir. Mesmo que a empresa esteja passando por algum momento relacionado à crise, esse tipo de conhecimento é essencial para que ela possa melhorar a situação ao longo do tempo.

Mude suas atitudes, tanto as relacionadas às oportunidades surgidas nos negócios, quanto as de cortes, gastos ou redução de despesas e desperdícios. Equilibre as contas, pois esse é um ótimo modo de garantir a sobrevivência do empreendimento.

4. Negocie prazos com fornecedores
Para conseguir manter as finanças do seu negócio em dia, é importante que você saiba negociar prazos com seus fornecedores. O ideal é que ocorra o pagamento de seus parceiros no mesmo período ou após você receber dos seus clientes, a fim de não deixar de ter um capital de giro.

Além disso, para manter seu negócio operando corretamente, não deixe de buscar descontos, caso o pagamento ocorra à vista ou caso se faça uma compra de grandes quantidades.

5. Procure a ajuda de especialistas financeiros
Em grande parte das vezes, o gestor não possui conhecimento para gerir práticas de administração de empresas e contabilidade, fazendo com que vários erros financeiros aconteçam durante seu percurso como empresário.

Nesses casos, contar com ajuda profissional, como um contador ou especialista em gestão de negócios, auxiliará na organização e no planejamento do negócio, para que qualquer erro na gestão da empresa ou do seu dinheiro seja corrigido.

Portanto, não perca mais tempo deixando as finanças do seu negócio sem a atenção que merece. O fluxo de caixa é o coração de qualquer empreendimento. Então, cuide de seu dinheiro para que o seu negócio continue operando e existindo ao longo do tempo.

E aí, gostou do nosso texto sobre as 5 dicas para fazer um fluxo de caixa sem erros? Siga-nos no Facebook e fique por dentro deste e de outros assuntos!

Deixe seu comentário

Veja também