bortolotto-image
Escrito por helder no Abril 18, 2018 em Blog

Hoje, independentemente do porte da empresa, saber gerenciar o fluxo de caixa é primordial para a saúde financeira do seu empreendimento. Diante disso, saber analisar os custos e como eles influenciam a tomada de decisão é a premissa para uma gestão de sucesso.

No post de hoje, você encontrará informações importantes sobre custo variável e custo fixo, assim como suas diferenças. Continue a leitura!

O que são custos?

Esse termo é facilmente confundido com o conceito de despesas. Porém, quando bem analisados, esses dois termos são de fácil diferenciação. Saber identificar exatamente como cada um deles pode influir na redução do custo de produção e na apuração dos lucros é determinante para a gestão dos seus negócios. Veja o que cada um significa:

  • custos: são os gastos incorridos pela produção, ou seja, o produto final. Sendo separados em dois grandes grupos — custos fixos e custos variáveis;
  • despesas: são todos os gastos com a administração da empresa, se fazendo necessários para as atividades do negócio e não interferem diretamente na produção.

Agora que você sabe a diferença entre custos e despesas, aprenda as principais diferenças entre custo variável e custo fixo.

O que são custos variáveis?

Esse tipo de custo está diretamente ligado ao setor de produção. Isso quer dizer que eles sofrem oscilações conforme a quantidade produzida. Um exemplo muito prático disso é a matéria-prima.

Conforme o aumento de itens produzidos ou vendas efetivadas, maior é a quantidade de matéria-prima consumida, aumentando assim os custos de produção. Veja alguns itens que fazem parte dos custos variáveis:

  • mão de obra direta;
  • insumos diretos;
  • energia elétrica (podendo ser separadas entre fixa e variável);
  • embalagens;
  • transporte.

Após classificar os custos variáveis faça a soma de todos eles. Suponha que em determinado período a matéria-prima ficou em R$ 10.000,00, enquanto R$ 20.000,00 foram gastos em embalagens e R$ 50.000,00 em mão de obra para a produção de 500.000 peças.

​Utilizando esse resultado, colocamos ele na fórmula do custo variável (CV) por unidade: CV = custo variável total / quantidade. Em números:

CV = 80.000,00 / 500.000 = 0,16 por unidade.

Basicamente, essa fórmula apresenta o valor dos custos variáveis por unidade.

O que são custos fixos?

Os custos fixos são facilmente identificados por não sofrerem alterações constantes devido ao volume de produção. Isso não quer dizer que eles não sejam modificados, no entanto, não sofrem tantas variações quanto os custos variáveis. São exemplos de custos fixos:

  • aluguel de equipamentos e máquinas;
  • limpeza e conservação;
  • manutenção;
  • segurança.

Suponha que a soma dos custos fixos em determinado período foi de R$ 30.000,00. Utilizando a quantidade produzida de 500.000 peças, vamos descobrir qual é o valor unitário dos custos fixos (CF).

CF = 30.000,00 / 500.000 = 0,06

Em poucas palavras, esse resultado representa que, para cada peça produzida, R$ 0,06 centavos são de custos fixos.

Qual a importância de diferenciar os custos?

Saber identificar a diferença entre os custos de produção é altamente importante para a formação do preço de venda, além de proporcionar subsídios para a tomada de decisão. Por meio deles, você pode traçar estratégias específicas para diminuir determinados custos e proporcionar uma maior lucratividade para os seus negócios.

Obviamente, contar com uma contabilidade eficaz é um importante fator para reter informações corretas que lhes auxiliem no processo de gestão.

Gostou das nossas dicas sobre custo variável e custo fixo? Leia também: É preciso um contador para abri sua empresa? Entenda aqui! e continue aprendendo dicas importantes para o sucesso da sua empresa.

Deixe seu comentário

Veja também