Os Benefícios da Contabilidade Gerencial:
sua empresa utiliza?

A Contabilidade Gerencial cada vez mais necessária!

Vivemos um momento onde temos excesso de informações, diante disso selecionar e depurá-las tornou-se essencial.

Contabilidade Fiscal

Sempre necessária a Contabilidade Fiscal, apesar de todo o processo de automatização implantando pelos Governos (Federal, Estadual e Municipal) e também pelas empresas, ainda assim, empresas dependem dessa ferramenta.

Memórias de cálculos, documentos, protocolos, entre outros processos, torna inevitável o trabalho de contadores e suas equipes as empresas de forma geral, entretanto, é importante ressaltar que grande parte dessa demanda visa exclusivamente atender aos interesses do Fisco e não agregar informações as empresas.

Particularidades e a informalidade

De forma geral, cada empresa tem suas particularidades, seja no processo produtivocomercial, ou em outras áreas, com isso, é praticamente impossível querer tratar, engessar empresas, para seguirem regras pré-determinadas, muitas vezes definidas em sistemas ERP.

Outro fator também importante e delicado, é a cultura da informalidade (sem documentos) que apesar de ter sofrido uma forte redução nos últimos anos, ainda resiste, principalmente em empresas de menor porte.

Contabilidade Gerencial

Contabilidade Gerencial vem ganhando espaço cada vez maior no cenário empresarial, e podemos dizer que em empresas de todos os portes, desde de micros até grandes grupos empresariais.

Consolidar informações, depura-las, definir controles, acompanhar, comparar Resultados, gerar simulações, dentre outras, são todas funções da Contabilidade Gerencial, que caminha paralelamente com o trabalho de Consultores e Assessores Empresariais, tornando cada vez mais importante sua presença em empresas.

Informações para tomada de decisão

Segurança na tomada de decisão. Talvez essa seja a maior “carência” que podemos identificar na grande maioria das empresas.

Falta de informes ou mesmo controles que apresentam baixa eficácia, diante de situações como essa, os erros nas decisões tomadas, acabam sendo expressivos e constantes, e o pior muitas vezes é que ações acabam sendo proteladas por falta de informações.

Com isso, problemas se consolidam, e empresas de uma forma geral acabam por amargar maiores prejuízos.

Ajustes constantes

Uma das principais ferramentas de Gestão utilizadas pela Contabilidade Fiscal e Gerencial (cada qual com suas especificações) é a DRE – Demonstração dos Resultados do Exercício, esse podemos dizer que é o demonstrativo que nenhuma empresa poderia deixar de ter.

Mesmo num demonstrativo que por regra é padronizado (começo, meio e fim), temos que buscar inserir “ajustar” informações uteis a empresa em analise, com isso o conhecimento técnico de profissionais é fundamental para agregar valor a gestão e ajustar o que se fizer necessário, contribuindo para o enriquecimento das informações.

Estrutura para um futuro de qualidade

Não há planejamento para uma empresa ter Resultados priores, ou planejamento para uma empresa “quebrar”.

Todos os estudos visam buscar melhores Resultados.

De forma geral costumamos repetir um conceito no meio empresarial que “o planejamento se faz com lápis, papel e borracha”, devemos definir o que queremos, documentar, acompanhar e corrigir o que for necessário.

Importante que quando se planeja futuro, estamos expostos a ações que dependem de nossas ações e atitudes e também a um cenário no qual não temos qualquer domínio (cenário externo), com isso, planejar deve ser algo feito com “pé no chão” para que distorções relevantes não ocorram e caso venham ocorrer possamos entende-las e ajusta-las visando tornar o mais próximo do planejado x realizado.

Fonte: contabeis.com.br