Qual é a periodicidade para realizar Inventário Patrimonial?

Veja a definição da periodicidade e da empresa especializada para a realização dos levantamentos e avaliações patrimoniais.

De quanto em quanto tempo devemos realizar o Inventários dos Ativos? Essa a uma consulta comum em nossos dias de Especialistas em Ativo Imobilizado!

O Ativo Imobilizado

Ativo Imobilizado, também conhecido como Ativo Fixotem por objetivo a operação da empresa, ou seja, seu funcionamento.

O Ativo Imobilizado é formado pelo conjunto de bens móveis, imóveis, todos tangíveis sub-divididos em contas contábeis, como:

  • Máquinas e Equipamentos
  • Móveis e Utensílios
  • Veículos
  • Edifícios
  • Terrenos
  • Equipamentos de Informática
  • Obras em Andamento
  • Entre outros
  • Inventários Rotativos

Inventário Rotativo é o mecanismo que empresas buscam colocar em pratica visando a manutenção e a auditoria de seu Patrimônio, é uma estratégia benéfica a empresa e deve sim ser utilizada.

A pratica do Inventário Rotativo deve ser uma constante e definido aleatoriamente e sempre ser realizado de forma repetitiva em departamentos ou unidades onde inconsistências são identificadas com volumes superiores a “margem de erro aceitável”.

Inventário Geral

A realização do Inventário Geral do Ativo Imobilizado, para que atenda as expectativas tanto da contratante como de empresas de auditoria, seja para a validação dos números contábeis ou mesmo apenas para ter o devido controle físico, deve atender a procedimentos e conhecimentos técnicos.

A periodicidade

Muito se questiona da periodicidade, ou seja, de quanto em quanto tempo o Inventario Geral deve ser realizado.

CPC-27 (pronunciamento contábil), relata que deve ser realizado anualmentecom o objetivo de validar e dar consistência aos números informados no Balanço Patrimonial.

Há entendimentos que uma vez realizado o Inventário Patrimonial de forma organizada e profissionalizada, e que Inventários Rotativos sejam parte integrante da rotina da empresa, com realizações ao menos 06 vezes por ano e com inconsistências aceitáveis, validam e garantem que o Inventário Geral pode ser estendido para a realização a cada 24 meses.

Importante ressaltar, que independente dos Inventários Rotativos, ainda assim empresas de Auditoria farão testes para validar a eficácia dos controles e acompanharão nos Resultados não Operacionais os efeitos das baixas quando ocorrem para corrigir as diferenças identificadas.

Como definir uma Consultoria especializada na Gestão Patrimonial?

É fundamental que a identificação de empresas especializada na Gestão Patrimonial atenda alguns requisitos entre eles a realização de projetos (diversos cases) e também a expertise na implementação ou atualização do Controle Patrimonial, além de conhecimentos em: Avaliações Patrimoniais e também o Teste de Impairment.

  • Vida Útil
  • Valor Justo
  • Taxa de Depreciação
  • Avaliação para Seguros
  • Avaliação para Financiamentos

Tais conhecimentos são de grande importância e devem requerer a devida atenção das empresas no momento da contratação, visto que, ainda é muito comum empresas abortarem projetos iniciados com o intuito da Gestão Patrimonial, e em muitos sequer tem o Inventário dos bens concluído de forma profissionalizada.

fonte: contabeis.com.br